CidadesDavinópolisImperatrizJustiçaMaranhãoPolicial

Justiça determina interdição parcial de presídios de Imperatriz e Davinópolis

As unidades prisionais estão com 80% além da capacidade permitida

O Ministério Público do Maranhão pediu a interdição parcial das unidades prisionais de Imperatriz e Davinópolis, devido a superlotação, que é de 80% além da capacidade permitida.

De acordo com o Ministério Público, a superlotação aumenta os riscos de rebeliões, fugas e brigas entre os detentos das unidades de detenção. O pedido de interdição foi feito pela 5ª Promotoria Criminal de Imperatriz, no mês de setembro, e aceito pela Justiça em novembro.

A decisão é liminar e proíbe a transferência de presos de outras comarcaras para as unidades prisionais. Além disso, determina a retirada do excesso de presos dos presídios.

Na unidade prisional de ressocialização de Imperatriz há cerca de 500 presos. Na penitenciária regional, há aproximadamente 300 detentos. Já no presídio de Davinópolis são 170 presos, destes 40% são presos provisoriamente. Os outros 60% cumprem pena em regime fechado e semiaberto.

Fonte: Imirante

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo