DestaquesEntrevistasImperatriz

Prefeito de Imperatriz anuncia que vai romper contrato com a Caema

Tendência é de outras prefeituras implantem o Plano Municipal de Saneamento Básico

Em entrevista ao Bom dia Maranhão da TV Mirante, na semana passada, o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, reafirmou a disposição do município em encerrar o contrato com a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão, Caema. A ideia é privatizar os serviços de abastecimento d’água e saneamento básico que vem sendo oferecidos pela empresa de maneira precária e deficiente.

Assis disse que já esteve algumas vezes em reunião com representantes da Caema, mas não conseguiu uma garantia de que a empresa venha a resolver pelo menos, em médio prazo, essa situação. “Eles apontam investimentos, mas não há transparência, a gente não sabe quanto foi arrecadado, nem quanto foi ou será investido, então para nós a saída é privatizar, claro, garantindo que esse serviço não fique mais caro para a população e que nossos problemas de abastecimento e saneamento sejam finalmente resolvidos”, assegurou.

O prefeito destacou que a Caema “é falida e irrecuperável”, se constitui em fator de grave ameaça porque faz dos riachos, que cortam Imperatriz, meios de proliferação de hanseníase e verminoses, e que apenas 50% da população recebem, “sem regularidade”, água encanada. “A Prefeitura perfurou e mantém 28 poços, tocados por 56 servidores específicos que nos custam mais de R$ 1,2 milhão de reais por ano, desfalcando outras demandas, e ainda assim muita gente não tem água potável”, disse Assis Ramos

Fonte: Imirante

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo