Saúde

Descaso na saúde pública no Hospital Regional da Cidade de Barreirinhas.

O hospital regional da Cidade de Barreirinhas tem sido alvo de denúncias por parte da população Barreirinhense, que vem sofrendo com o descaso da saúde pública no município. Os moradores de Barreirinhas vem reclamando da péssima qualidade do hospital regional da Cidade.

Na quinta feira (12), um palanque político foi montado no hospital regional de Barreirinhas, onde políticos discursaram maquiando a péssima administração do hospital. A população ficou extasiada e perplexa, afinal, tantos lugares na Cidade para se montar palanques políticos, qual a necessidade de escolher um hospital? Um lugar onde doentes precisam se cuidar, um lugar onde doentes precisam repousar. Lamentavelmente o hospital da Cidade de Barreirinhas virou um comitê político.

Enquanto o hospital regional de Barreirinhas virou um comitê político, quem vem sofrendo com tudo isso são os pacientes e seus acompanhantes, como é o caso da esposa do morador Índio Leão, a esposa de Índio Leão deu entrada no hospital de Barreirinhas no dia 10/10, por volta de 01:00 hora da manhã com fortes dores pélvica. A médica que a consultou, pediu para ministrarem na paciente algumas medicações, sem se informar se haveria alguma medicação que a paciente não poderia tomar, o que acabou resultando numa forte alergia com vermelhidão e coceira. O marido da paciente ao ver a negligência do hospital, se revoltou com a situação na qual sua esposa atravessava naquele momento, e depois de alguns exames a paciente foi liberada, porém, no outro dia as dores vieram mais fortes, e a paciente retornou ao hospital, ficando aproximadamente duas horas esperando o atendimento médico, e ao ser atendida, a paciente que estava no estado de emergência foi deixada mais uma vez esperando, pois o médico disse que ia ao banheiro e nisso passou mais de 20 minutos conversando com um outro médico. Ao ver essa situação totalmente desrespeitosa e negligente, o esposo da paciente se revoltou mais uma vez chamando a atenção do então médico até ele finalmente liberar a medicação para sua esposa. Índio Leão foi proibido de entrar no hospital de Barreirinhas por não aceitar o que sua esposa passou, por simplesmente reivindicar um direito seu, por chamar atenção de um médico que deveria está cumprindo seu dever, e por não aceitar tamanha humilhação.

Enquanto os políticos que administram o hospital Regional de Barreirinhas querem aparecer usando a imagem de um hospital como palanque político, o povo está sofrendo. A verdade é que as pessoas que vão no hospital público não tem plano de saúde como esses políticos, elas são obrigadas as vezes a passar por situações bem piores do que Índio Leão passou com sua esposa, a verdade é que essas pessoas não tem onde recorrer, e por isso são obrigadas a passar por situações humilhantes como essa, e isso é só mais um fruto de uma má administração, uma má gestão.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo