Justiça

Prefeito Diringa pode ter desviado mais de 11 milhões do FUNDEB e se torna alvo do MPF.

O prefeito do município de Tutóia no litoral do Maranhão, Raimundo Nonato Abraão Baquil, conhecido como “Diringa”, é alvo do Ministério Público Federal (MPF), suspeito de um desvio milionário de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A gestão de Diringa teria contratado de forma fraudulenta uma cooperativa por mais R$ 11 milhões, através de uma Adesão a Ata de Registro de Preços 0019/2022, do Município de Pendências no Rio Grande do Norte, para prestação de serviços “complementares para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação”.

O caso chegou ao Ministério Público do Maranhão e foi encaminhado pelo promotor, Luciano Henrique Sousa Benigno, para investigação no Ministério Público Federal (MPF), após identificar indícios de fraude e desvio de recursos federais.

Diringa que já foi prefeito no município, iniciou a sua atual gestão em uma grande polêmica com o sindicato da Educação local, já que ele se recusava pagar os professores, os direitos da classe, com recursos do FUNDEB.

Repost: Enquantoissono_maranhao

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo