EducaçãoJustiça

Professor sofre perseguição política em Urbano Santos e Belágua.

Recentemente o professor Josimar Santos Lisboa, mais conhecido como Mazinho, gravou um vídeo falando sobre a perseguição política que está sofrendo por parte dos gestores municipais de Urbano Santos e de Belágua. Mazinho, ensina na rede pública dos dois municípios. O professor tem problemas sérios de saúde e atravessa um momento difícil com sua família. Mazinho, de todas as formas tem tentado pedir licença para cuidar da sua saúde, só que o pedido foi negado pelo poder público. Atualmente, mais uma vez o pedido do professor não foi atendido pela prefeitura de Belágua.

A Perseguição

A perseguição deu-se início em 2020, quando o professor resolveu não apoiar os dois prefeitos que são de municípios vizinhos e do mesmo grupo político, Herlon Costa e Clemilton Barros, ambos são prefeitos de Urbano Santos e Belágua. Segundo o professor, mesmo trabalhando, o salário não cai na conta, um exemplo disso é o mês de janeiro de 2024. A prefeitura de Belágua atribuiu a Josimar (Mazinho), (15) faltas no mês janeiro 2024, e (15) faltas no mês de fevereiro do mesmo ano e zerou literalmente o contracheque do professor. O município de Belágua é o único município no Brasil em que um servidor concursado e efetivo recebe faltas no contracheque no período em que os professores estão de férias.

A transferência

O professor Josimar Santos Lisboa, exercia sua profissão na sede dos municípios de Urbano Santos e Belágua nas escolas de ensino da rede pública municipal, só que os prefeitos Clemilton Barros e Herlon Costa, transferiram o professor para a zona rural. Mazinho foi transferido para o Povoado Cajueiro em Urbano Santos que fica acerca de 12 Km da cidade, já o povoado Mosquito em Belágua fica 32 Km. Para chegar nesses povoados tornou-se um sacrifício para Mazinho, devido a distância e o difícil acesso da estrada. Aí começou vir os problemas de saúde e o professor já não tinha mais condições de está em sala de aula. Para chegar nesses povoados a sua esposa que dirigia seu carro, pois um forte problema de saúde na coluna tirava seu conforto. Algumas vezes o professor Josimar saiu do carro nos braços de amigos, por não poder andar, mais cumpria suas atividades.

A Licença

Devido ao problema de saúde que apresentou no Professor Josimar (Mazinho). E já não tinha condições de trabalho, Mazinho entrou com o pedido de licença nos dois municípios, com todos os documentos necessários, o Prefeito de Belágua, negou o pedido por três vezes. Já o prefeito de Urbano Santos, concedeu três meses, diante da ocorrência não sendo suficiente, foi solicitado a prorrogação da licença onde foi negado por duas vezes. Enquanto isso o professor estava em casa impossibilitado de trabalhar.

Contracheque

Segundo o professor Mazinho, o prefeito de Urbano Santos não suspendeu o Salário como o Prefeito de Belágua, em 2021 o Prefeito Clemilton Barros sustou valores. Já o prefeito de Belágua, zerou uns e colocou valores para outros. Confira a baixou todos os contracheques e documentos sobre essa matéria

A Perícia

“Diante disso, o que os dois prefeitos fizeram foi pedir um laudo da perícia do INSS, a
mesma foi agendada em 07 de outubro de 2021 para ser realizado em 19 de janeiro 2022
na cidade de Tutoia, MA, onde foi negada por insuficiência documental, pois chegando lá
soube que os dois prefeitos nunca haviam disponibilizado os DUTs do servidor no
sistema da previdência, inclusive corri o risco de sai da previdência preso por suspeita
de fraude, pois o perito parou de me atender e foi na sala ao lado ver com seu chefe essa
situação. Não enviaram os DUTs porque a perícia não era uma necessidade, era apenas
uma firma de empurrar a questão e assim não me pagarem”. Afirmou o Professor Josimar, conhecido como Mazinho.

O prefeito de Belágua informou no portal da Transparência que em setembro /2021/ pagou o professor Josemar, só que o contracheque do professor veio zerado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo