Política

Ex-prefeito Léo Costa é entrevistado pelo portal de notícias Diário Maranhense e deixa uma mensagem para a cidade de Barreirinhas que completa 86 anos.

O Distrito de Barreirinhas foi criado em 14 de julho de 1871 pela Lei provincial n° 951, sua emancipação ocorreu em 29 de março de 1938, data que se comemora o aniversário da cidade através da Lei n° 45. A principal via de acesso era através do Rio Preguiça, como meio de transporte haviam barcos a vela que passavam vários dias para chegar à capital Maranhense. Ao passar dos anos o município ganha transporte rodoviário e a MA-225 que liga Barreirinhas a Urbano Santos se torna a principal estrada para chegar até São Luís. Como a estrada era de difícil acesso, a viagem tinha duração de até 12 horas.

No ano de 1990, o prefeito era Léo Costa, naquela época, sob o seu mandato, o mesmo tinha uma visão abrangente na qual nenhum prefeito antes de seu mandato teve, que foi a criação do turismo na cidade de Barreirinhas. Naquele ano, Léo convida o Jornalista Gil Maranhão para trabalhar como assessor de imprensa da prefeitura, Gil fotografou o porque nacional dos Lençóis e com apoio de Léo divulgou em rádios, emissora de tv e em Jornais. Gil Maranhão foi o primeiro Jornalista a divulgar os Lençóis Maranhenses, fato ocorrido nos anos 90 e que foi marcante para a história da cidade. com a chegada da BR-402, turistas do mundo inteiro começaram a visitar Barreirinhas e a cidade ganha o nome de Portal dos Lençois Maranhenses. A Cidade fica conhecida nacionalmente e internacionalmente, tudo isso, trabalho do ex-prefeito Léo Costa.

ENTREVISTA COM O EX-PREFEITO LÉO COSTA.

Diário Maranhense: O ano era 1988, seu partido era o PDT, o senhor ganha a eleição com 4.947 votos. Em 1° de janeiro de 1989, o senhor assumi a prefeitura de Barreirinhas. Como o senhor encontrou a cidade ?

Leo Costa: encontrei uma cidade pacata, bonita e bem escondida no mapa do Maranhão, e em 1989 lançamos a base do turismo, foi muito bonito e forte, através das grandes vaquejadas e também implantamos a cultura da acerola, que terminou sendo uma cultura estadual, acerola no Maranhão começou aqui em Barreirinhas, no governo de 89 a 92, tenho muito orgulho disso.

Diário Maranhense: Dr. Léo, 1990, foi o ano do avanço do turismo em Barreirinhas ?

Léo Costa: Foi o começo, e quero destacar também, além dos esforços locais, o empenho de um homem importante, Gil Maranhão, que foi o jornalista que me ajudou durante quatro anos a divulgar Barreirinhas para o Maranhão, Brasil e o Mundo. E também quero destacar, a figura do Dr. Fernando Cesar Mesquita, que foi Secretário de turismo do Governador Lobão, ele foi de uma compreensão e generosidade muito grande e nos ajudou a dá grandes impulsos no turismo de Barreirinhas e região.

Diário Maranhense: Passaram alguns prefeitos pela prefeitura de Barreirinhas, porém nenhum deles teve a visão que o senhor dispôs, na qual a cidade seria base de turismo sustentável. O que levou o senhor a ter essa visão ?

Léo Costa: Eu tive algumas sortes. A primeira sorte foi de nascer aqui, sou filho de Barreirinhas, nascido aqui. Segundo: Enquando terminava o primário, naquela época não tinha ginásio, nós andávamos dois dias a pé, daqui para Primeira Cruz para pegar os barcos dos correios e nos trajetos nós passávamos pela morraria do Buritizal, morraria do Mucambo, morraria do Calisto e outras morrarias até chegar em Santo Amaro e de lá chegar em Boa Vista e depois de Boa Vista chegar a Primeira Cruz. Então aquilo ficou na minha cabeça. Quando eu fui estudar fora, primeiro São Luís e depois Recife, em Recife fui ter uma idéia do que era o turismo no mundo. Quando eu voltei de Recife já formado, aí eu disse, aqui o futuro passa pelo turismo. Quando eu fui eleito em 88, eu já estava preparado, com a visão preparada, para dizer: vamos avançar na direção do turismo e assim aconteceu, e eu sou muito feliz por isso, de ser um precursor da ideia e das primeiras iniciativas para marcar Barreirinhas e determinar como polo turístico do Estado do Maranhão.

Diário Maranhense: O senhor foi o prefeito que mais investiu no turismo em Barreirinhas, como o senhor se sente sabendo que a cidade hoje é conhecida no mundo inteiro, já que o senhor foi a chave que abriu essa porta ?

Léo Costa: Me sinto gratificado, me sinto honrado pela possibilidade de ter visto isso e a possibilidade de ter tomado às iniciativas. Me sinto muito realizado com essa questão do turismo em Barreirinhas.

MENSAGEM DE LÉO COSTA PARA BARREIRINHAS NOS 86 ANOS DA CIDADE.

Barreirinhas veio de longe, é uma cidade vitoriosa, ela alcançou um patamar que outras cidades não conseguiram alcançar. Então ela tem que ter confiança nela mesma, ter confiança no seus filhos que ajudaram a erguer a cidade, que não entregue seu destino a mãos alheias, não entregue sua casa para desconhecidos, porque pode amargar derrotas e tragédias. Se a cidade alcançou o apogeu que alcançou hoje com seus filhos, ela deve continuar com seus filhos, quem ama a mãe é o filho e os filhos que amam sua terra não são estranhos. Barreirinhas tem que acreditar em si mesma, Barreirinhas tem potencialidade, bonita por natureza, Barreirinhas só quer ser porque ela é charmosa, ela é bonita, só tem que se ajeitar mais, se organizar mais, mas ela já alcançou o que milhares de cidades não alcançaram no Brasil. Então nós temos que ter orgulho da nossa cidade, temos que ter fé no futuro dessa cidade que é grandioso. Como diz o hino do Padre Jocir Rodrigues, teu futuro será grandioso se souberem guardar o teu valor, nós temos que guardar o valor da nossa cidade, a cidade que nascemos nos pertence e não a estranho.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo